terça-feira, 30 de agosto de 2016

Crítica: Cell - Chamada Para a Morte (Cell) . 2016


John Cusack e Samuel L. Jackson encontram-se pela segunda vez no grande ecrã, em mais uma adaptação cinematografia da obra de Stephen King. Depois de 1408 (2007), protagonizam agora Cell, um filme completamente sem noção que tenta abordar vários temas sem concretizar qualquer uma das suas ideias.

Clay Riddle (John Cusack), um artista que acaba de lançar o seu graphic novel, encontra-se no aeroporto, preparado a tentar uma reconciliação com a sua mulher e uma re-aproximação com o seu filho, quando um sinal transmitido a partir da rede de telemóveis, afecta todos aqueles que estavam no momento a falar ao telemóvel, transformando-os de imediato em máquinas assassinas, semelhantes a zombies. Ao conseguir escapar ileso do aeroporto, Clay junta-se a Tom (Samuel L. Jackson) e mais tarde à sua vizinha Alice (Isabelle Fuhrman), também eles resistentes e juntos unem forças para escapar aos mais tarde intitulados de "phoners", agora que o mundo está literalmente à beira da loucura.

Logo no inicio do filme percebemos que o calibre não será o melhor e aos fim de apenas cinco minutos a suposta seriedade e gravidade das situações fazem-nos rir à gargalhada tal não é a má execução técnica e interpretações de figuração. John Cusack, a meu ver, um actor bastante carismático, vê-se agora ligado a este tipo de B-Movies, até mete dó ver. Cada vez mais a seguir as pisadas de Nicolas Cage, Cusack faz aquilo que pode perante os momentos completamente nonsense do filme, momentos esses que caem bastantes vezes no ridículo. Samuel L. Jackson, por outro lado lá continua a balançar a sua carreira entre este tipo de coisa, e produções mais exigentes.

Sem qualquer inspiração, Cell - Chamada Para a Morte é um filme medíocre que comete uma grande falha na originalidade e consistência de argumento, onde em momento algum nos interessamos minimamente pelos personagens, esses que já sabemos precisamente onde irão acabar. 

Classificação final: 1 estrela em 5.
Data de Estreia: 01.09.2016

Sem comentários:

Enviar um comentário